quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Meditação/Nadia Malta/ELE É O NOSSO SUPREMO REFRIGÉRIO!

ELE É O NOSSO SUPREMO REFRIGÉRIO!

O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta. Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranquilas; restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome”. Salmos 23:1-3.

                                                                                             


Todas as vezes que leio este salmo sou remetida a um lugar aprazível de acolhimento, refrigério e folga! Claro que falo sobrenaturalmente, como se fôssemos transportados em espírito para esse lugar indizível onde nada pode nos afetar ou molestar! Andamos todos nós, tão necessitados de experimentar esse bem-estar interior que não se pode descrever com palavras! Ansiamos por um mover sobrenatural que nos suspenda da terra e nos faça experimentar aquele lugar privilegiado de assentados nas regiões celestiais em Cristo. Já cremos, ansiamos por viver essa experiência gloriosa!

Todos os que têm minimamente familiaridade com a Palavra de Deus conhecem as palavras encorajadoras deste belo poema de Davi. O salmista começa encorajando seus leitores com a certeza de que o Senhor é o seu pastor e nada poderá lhe faltar. É a bênção da provisão. Segundo a tradição, este salmo foi escrito em um dos momentos em que o salmista experimentava um oásis em meio às muitas perseguições. Davi foi um, homem de muitas batalhas, apesar de todos os pesares ele seguia em frente por saber em quem cria. Ele sempre esperava em Deus a provisão, o renovo, a presença e a providencia independente do que estivesse passado.

Assim todos os cristãos, mais que em todas as épocas precisam buscar o Senhor nesse nível de intimidade. São muitas as frentes de combate que têm se levantado para nos assolar. Buscar esse Lugar/Pessoa como refugio e Refrigério é uma questão vital de sobrevivência! Mesmo que precisemos atravessar os vales mais tenebrosos, aqueles de sombra e de morte, Ele atravessará junto conosco. Nunca estamos sozinhos! É promessa do Supremo Pastor! Ele nunca nos permite entrar em uma batalha sem nos abastecer do seu vigor e da sua força. O salmista fala da sua experiência dizendo: “Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranqüilas; restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome”. Precisamos nos deixar guiar, não existe ovelha autônoma. Somos todos dependentes do Supremo Pastor!

Deste lado da eternidade as batalhas não cessam, por isso precisamos a todo o momento buscar esse vigor que vem do céu. De lá vem a nossa força que emana dele.  Nele somos supridos, revigorados, fortalecidos, alimentados, dessedentados e guiados continuamente aconteça o que acontecer. Não estaremos sozinhos. Ele é o Pastor que sustenta, guia, protege e corrige se necessário for. Ele não abandona nunca. O que precisamos então? Tirar os olhos das circunstancias e ousar confiar na ação efetiva desse pastoreio apesar de todos os pesares. Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Meditação/Nadia Malta/LOCAL DE TRABALHO TAMBÉM É LUGAR DE TESTEMUNHO!

LOCAL DE TRABALHO TAMBÉM É LUGAR DE TESTEMUNHO!

Sirvam aos seus senhores de boa vontade, como ao Senhor, e não aos homens, porque vocês sabem que o Senhor recompensará a cada um pelo bem que praticar, seja escravo, seja livre”. Efésios 6.7,8.

                                                                                           


O apóstolo Paulo em suas palavras finais nesta epístola que apresenta a Igreja como Corpo Vivo de Cristo sobre a terra traz orientação para todas as relações humanas. Ele fala sobre os vários relacionamentos pessoais e familiares, como também traz uma palavra lúcida para os que trabalham e são assalariados. Naqueles dias havia aqueles que possuíam escravos e os cristãos até nessa relação tão difícil deveriam fazer a diferença. Hoje podemos fazer uma aplicação às relações profissionais. Mais que dar bons testemunhos precisamos ser bons testemunhos!

Nunca foi tão imperioso ser um bom testemunho. A fé decantada tem perdido terreno para a fé praticada. Temos repetido inúmeras vezes neste espaço, que o cristianismo é relacional, não meramente teórico. Se a fé que professamos não é transformadora, é uma fé morta, sem resultados. E esse tipo de fé não convence ninguém! Isto nos faz lembrar um episódio ocorrido no passado. O reformador Lutero ao ser indagado por um sapateiro como deveria fazer a obra de Deus, responde o Reformador: “Faça um bom sapato e venda-o por um preço justo e você estará fazendo a obra de Deus”!

A lição dada por Lutero deve reverberar em nossos corações, ou seja, em ser um bom testemunho em nosso ambiente de trabalho, estaremos testemunhando do que se operou em nós. As palavras do apóstolo Paulo nos instruem a servir aos nossos patrões de boa vontade como ao Senhor, e não simplesmente aos homens. Do Senhor receberemos a recompensa pelo bem que praticamos, sejamos escravos ou livres! Uma das coisas que tem sido um péssimo testemunho é a leitura da Bíblia no horário do expediente, por exemplo. São muitos os cristãos que fazem isso e acham que estão certos!

Acompanhei um caso típico desses. Há alguns anos atrás recebi uma jovem vinda de outra comunidade que estava desolada por não parar em emprego algum. Ela não conseguia passar do tempo regular de experiência ou adaptação, logo era demitida. Ela se sentia injustiçada e perseguida pelo fato de ser cristã. Pedi que ela me relatasse a sua rotina no trabalho. E ela me contou que chegava sempre no horário e assim que chagava abria a sua Bíblia e ia ler. E sempre que ela conseguia uma brechinha no expediente lá estava ela outra vez lendo a sua Bíblia. Argumentei com ela que lugar de ler a Bíblia era em casa e no trabalho era lugar de testemunhar com atitudes sobre aquilo que ela havia lido! E enquanto ela lia a Bíblia no horário do expediente ela estava roubando o seu patrão, pois ele não lhe pagava o salário para ler a Bíblia, e sim para fazer o trabalho contratado por ele. Postura corrigida, emprego garantido. Ela acabou entendendo e se tornando uma excelente profissional. Vejamos a nossa postura no ambiente de trabalho! Façamos tudo para a glória de Deus! Assim, local de trabalho também é lugar de testemunho. Bom Testemunho! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Meditação/Nadia Malta/NECESSITAMOS DE UMA REFORMA INTERNA!

NECESSITAMOS DE UMA REFORMA INTERNA!

Ele saiu para encontrar-se com Asa e lhe disse: "Escutem-me, Asa e todo o povo de Judá e de Benjamim. O Senhor está com vocês quando vocês estão com ele. Se o buscarem, ele deixará que o encontrem, mas, se o abandonarem, ele os abandonará. Durante muito tempo Israel esteve sem o verdadeiro Deus, sem sacerdote para ensiná-lo e sem a Lei. Mas em sua angústia eles se voltaram para o Senhor, o Deus de Israel; buscaram-no, e ele deixou que o encontrassem”. 2 Crônicas 15.2-4.

                                                                                                


Neste mês comemoramos os 500 anos da Reforma Protestante. É um tempo de reflexão profunda sobre a fé e o relacionamento íntimo com o Deus Vivo. O que foi que mudou? O que foi que alcançamos durante esses cinco séculos? Deparei-me hoje com esse texto que se reporta ao relato da reforma religiosa feita pelo rei Asa. Esse rei fez o que era bom diante do Senhor! Busquemos a santificação sem a qual não veremos a Deus. John Wesley disse: “A conversão tira o homem do mundo; a santificação tira o mundo do homem”. Não existe a primeira sem a segunda. Elas andam em unidade! Se não há santificação nunca houve conversão de fato!

Vivemos dias de grandes apostasias. Nega-se a fé por tudo e por nada. Muitos que foram criados nos caminhos do Senhor têm abandonado a sua fé e se voltado para outros “deuses”, que não têm necessariamente forma visível ou sequer são feitos de pedra e cal. Contudo, estão lá entronizados nos corações que antes tinham o Senhor no centro! Creio firmemente que estamos todos em um grau maior ou menor necessitados de uma reforma interna! Temo que para isto seja necessária uma grande perseguição! Parece que só se busca ao Senhor em meio às grandes aflições.

Lendo o relato da reforma do rei Asa encontramos aqui algumas coisas que chamaram a nossa atenção. O profeta Azarias trouxe uma palavra da parte de Deus para o rei e seu povo. O povo havia abandonado o seu Deus e ele por meio do profeta diz: "Escutem-me, Asa e todo o povo de Judá e de Benjamim. O Senhor está com vocês quando vocês estão com ele. Se o buscarem, ele deixará que o encontrem, mas, se o abandonarem, ele os abandonará”. Não seria isto que tem acontecido com muitos em nosso meio? O Senhor diz por meio do profeta Jeremias: “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração serei achado de vós”. Aqui está o grande segredo: a sinceridade de coração nessa busca. As orações maquinais e estereotipadas não chegam ao Trono, nem convencem o Senhor.

Em sua reforma o Rei depôs até a rainha mãe por ter se voltado para outros deuses. Por que não agimos à semelhança de Asa: Recobrando o ânimo, destruindo e lançando fora as abominações que às ocultas entronizamos em nossos corações, renovando a aliança com o Senhor reerguendo o seu o altar? Talvez essa seja a reforma mais eficaz que precisamos fazer em caráter de urgência! As mudanças externas são meras maquiagens religiosas. Que possamos fazer como Josué, e tomar uma posição radical: “Se, porém, não lhes agrada servir ao Senhor, escolham hoje a quem irão servir, se aos deuses que os seus antepassados serviram além do Eufrates, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra vocês estão vivendo. Mas, eu e a minha família serviremos ao Senhor". Nunca foi tão necessário esse posicionamento. Sirvamos em santificação e honra! Quer vivamos, quer morramos somos do Senhor! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/


Você poderá gostar também de...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...